Governo de Rondônia
Tuesday, 28 de September de 2021

PROGRAMAS SOCIAIS

Ações do programa “Primeira Infância” em Rondônia são apresentadas na live de lançamento do canal da Seas na internet

17 de agosto de 2021 | Governo do Estado de Rondônia

Mês da Primeira Infância foi lançado em Brasília no dia 2 de agosto pelo Ministério da Cidadania

Como parte das atividades programadas para agosto, considerado o Mês Verde ou da Primeira Infância, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas) inaugurou mais uma ferramenta de divulgação das ações do Poder Executivo na área da assistência social em todos os municípios de Rondônia. Trata-se do canal Seas no YouTube, que por meio de uma live na última sexta-feira (13) mostrou como está no Estado o andamento dos programas “Criança Feliz”, “Criança Feliz +” e “Mamãe Cheguei”. A apresentação atraiu uma grande plateia virtual das cinco regiões brasileiras, além dos municípios rondonienses com depoimentos de supervisoras e mães que afirmam estar reescrevendo uma nova história de convivência com os filhos.

Representando a secretária Luana Rocha, a adjunta Liana Silva, juntamente com Fabiane Passarini e Sanuzia Heline, respectivamente coordenadoras estaduais de Assistência Social e do Programa “Criança Feliz”, falaram sobre os programas que integram o Plano Estadual de Proteção à Primeira Infância Crescendo Bem, criado pela Lei 4.700/2019, com ações estratégicas voltadas a gestantes e a crianças de 0 a três anos, cujas famílias têm renda de até R$ 179; ou de 0 a seis anos, no caso de apresentar alguma deficiência.

Transmissão da live ao vivo marcou o lançamento do canal da Seas no YouTube

Liana começou citando o repasse de recursos aos municípios (Cofinanciamento), instituído na gestão Marcos Rocha. Só em 2020 foram mais de R$ 15 milhões repassados e outros mais de R$ 10 milhões estão previstos para este ano com vistas ao fortalecimento das ações em todo o Estado e a garantia de um futuro mais promissor para os adultos do futuro.

Para isso, as representantes da Seas reforçaram também a necessidade da adesão de todos os municípios, pois no caso do programa estadual “Criança Feliz +”, que destina R$ 100 para complemento da alimentação e outros gastos para a criança, é necessário primeiro a inserção no programa federal “Criança Feliz”. Já o “Mamãe Cheguei” beneficia todas as gestantes do Cadastro Único ( Cadúnico) com a distribuição de kits enxoval, como incentivo ao pré-natal e fortalecimento do vínculo entre a mãe e o bebê

Dos 52 municípios rondonienses, 36 aderiram ao “Criança Feliz+”, mas apenas 28 estão com atividades efetivamente, garantindo dessa forma o cumprimento dos direitos das crianças de brincar, ter afeto, proteção e defesa da violência física e eletrônica.

Sob a mediação da jornalista Andreia Fortini, a live contou com a participação também com as supervisoras do “Criança Feliz” em Cerejeiras, Cris Mota; Colorado do Oeste, Lúcia Borges; e de Novo Horizonte, Maria da Conceição, relatando o andamento do programa nos respectivos municípios, com citação de exemplos de superação de crianças e até dos próprios pais que mostram a importância de uma primeira infância com cuidados, amor, estímulo e interação para ser um adulto mais saudável e equilibrado, com o fortalecimento do vínculo familiar e o surgimento de um novo modelo de sociedade.

Há pais com histórico de violência familiar na infância que estão reescrevendo suas histórias com o envolvimento nas atividades dos filhos e o fortalecimento do vínculo entre eles.

Além dos programas “Criança, Feliz”, “Criança Feliz+” e “Mamãe Cheguei”, Fabiane citou que o Governo Federal paga atualmente em Rondônia um salário mínimo para 15.680 idosos e 28.688 pessoas com deficiência, a título de  Benefício de Prestação Continua. E por meio de repasse financeiro estadual de cerca de R$ 6 milhões para os municípios, foram atendidos no Estado mais de 20 mil beneficiários, a título de Benefício Eventual, como auxílio natalidade, auxílio funeral, vulnerabilidade temporária com distribuição de alimentos, pagamento de aluguel social e passagens.

O Mês da Primeira Infância foi lançado em Brasília no dia 2 de agosto pelo Ministério da Cidadania, em solenidade que contou com a presença da primeira-dama do Estado e titular da Seas, Luana Rocha. Pesquisas indicam que estimular as crianças desde o momento da gestação até os primeiros anos de vida, ajuda na formação e desenvolvimento do seu potencial.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Veronilda Lima
Fotos: Thaissa Brandão e Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Assistência Social, Governo, Inclusão Social, Rondônia, Saúde, Serviço, Servidores, Sociedade, Solidariedade


Compartilhe