Governo de Rondônia
18/05/2024

Programa Mulher Protegida

Governo do Estado de Rondônia

Criado pela Lei Estadual nº 5.165/2021 e Decreto Estadual nº 26.608/2021, o programa visa efetivar o fortalecimento da garantia dos direitos humanos das mulheres ou meninas vítimas de violência doméstica e familiar, em situação de vulnerabilidade socioeconômica, com medida protetiva de urgência vigente, residente e domiciliada no Estado de Rondônia, acompanhada ou não de dependente.

BENEFÍCIOS: Serão concedidos auxílio financeiro de R$ 600, pelo período de 12 meses; assistência e acompanhamento psicossocial pela equipe de referência técnica nos equipamentos socioassistenciais do município partícipe; e cursos de capacitação ou aperfeiçoamento profissional.

PÚBLICO PRIORITÁRIO: ● Gestante ou lactante ● mulher com dependente ● mulher com deficiência ● ou idosa com idade igual ou superior a 60 anos, prevalecendo a de maior idade, conforme critérios estabelecidos no CadÚnico.

DOCUMENTOS: • Documento de identidade com foto • Cadastro de Pessoa Física (CPF) • Decisão que concedeu a Medida Protetiva de Urgência vigente • Número de Identificação Social (NIS) no Cadastro Único • Comprovante de residência atualizado (caso o titular do comprovante não seja a usuária, a mesma deverá preencher Declaração de Residência).

LOCAIS DE ATENDIMENTO: – Porto Velho: •Central do Programa Mulher Protegida situada no Tudo Aqui – Centro Av. 7 de Setembro, 830 – telefone (69) 9 8484-6845 ou e-mail: mulherprotegidarondonia@gmail.com

  • Centro de Referência Especializado da Assistência Social – CREAS – Rua Antônio Lourenço Pereira Lima, 2360 – bairro Embratel, ao lado da Maternidade Mãe Esperança; e-mail: creasmulherpvh@outlook.com

Nos demais municípios: Centros de Referência Especializados de Assistência Social – CREAS. Na falta deste equipamento no município, deve-se se dirigir ao Centro de Referência de Assistência Social – CRAS.

Acesse aqui e faça sua inscrição aos cursos profissionalizantes do Idep.

Acesse aqui e faça sua inscrição aos cursos profissionalizantes do programa Vencer.

 


Compartilhe


Pular para o conteúdo