Governo de Rondônia
Monday, 27 de September de 2021

CONHECIMENTO

Profissionais da Educação participam de webinário sobre “Teoria da Resposta ao Item”

12 de agosto de 2021 | Governo do Estado de Rondônia

Webinário “Teoria da Resposta ao Item (TRI) no Saeb – Diretrizes pedagógicas” alcançou 1.098 visualizações

Com o objetivo de esclarecer o principal método estatístico utilizado pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) em correção de provas, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), promoveu na quarta-feira (11), o webinário “Teoria da Resposta ao Item (TRI) no Saeb – Diretrizes pedagógicas” que alcançou mais de mil visualizações, com a participação em tempo real de mais de 400 profissionais da Educação.

O coordenador do evento, professor e chefe do Núcleo de Planejamento e Avaliação Externa (Npae), Kary Falcão, ressaltou durante que o webinário faz parte da “Agenda Saeb 2021”. Ele ainda agradeceu e parabenizou os professores pelo retorno às aulas presenciais.

MÉTODO

A TRI, mais conhecida como sistema “anti-chute”, é o método utilizado para avaliar o desempenho dos alunos que participam do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste método, as questões são divididas em fáceis, médias e difíceis. Na prática, o ideal é que o aluno obtenha um desempenho melhor nas questões fáceis e médias. Desta forma, haverá coerência no resultado final, que analisa as habilidades do avaliado e as características das questões de forma simultânea.

PALESTRA

A TRI é um método que padroniza todos os testes

O palestrante e coordenador de medidas educacionais do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Wellington Silva, explicou as características da TRI e os seus parâmetros. “É um método que padroniza todos os testes. É como se fosse um único professor vendo todo o sistema. Nós conseguimos alinhar os itens e os estudantes na mesma métrica para obter um resultado confiável”, explica.

A pesquisadora, professora da Universidade de Brasília (FE/UnB) e segunda palestrante, Girlene Ribeiro de Jesus, abordou a interpretação dos parâmetros utilizados pelo Saeb e a escala de proficiência, abordando exemplos de questões de baixa e alta complexidade. “A TRI também abre a possibilidade de se comparar formas paralelas. É possível aplicar diferentes cadernos de prova e torná-los comparáveis por meio do nível de proeficiência das questões”, esclareceu Girlene.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Ananda Carvalho
Fotos: Cleber Souza
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Capacitação, Educação, Rondônia, Servidores


Compartilhe