Governo de Rondônia
Tuesday, 19 de October de 2021

CULTURA

Bumbódromo de Guajará-Mirim reabre com festa de cores e ritmos

28 de setembro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Após dois anos, os tambores voltaram a soar no bumbódromo de Guajará-Mirim, anunciando que o Duelo da Fronteira, festa tradicional do município, tem data certa para acontecer. Os bois-bumbás Malhadinho e Flor do Campo entraram na quadra para reviver a paixão que despertam nas suas torcidas. A este mesmo local, eles voltarão nos dias 9, 10 e 11 para disputar o título de campeão e encantar os espectadores, numa festa de ritmos contagiantes, cores e beleza.

Reinaguração do bumbódromo foi realizada na sexta-feira

Reinaguração do bumbódromo foi realizada na sexta-feira

A reinauguração do bumbódromo, que agora é espaço multieventos, é o resultado dos esforços de empresários, prefeitura, governo de Rondônia e comunidade. Esta mobilização consolidou o compromisso de fazer com que o município, conhecido como Pérola do Mamoré, volte a ter festa.

O espaço, que ficou lotado, poderá ser utilizado o ano todo com eventos diversos. A urbanização das áreas que até então não eram ocupadas, é mais uma atração oferecida.

O evento levou para a arena, além de representações e torcidas do Malhadinho, o boi azul e branco, e Flor do Campo, o vermelho e branco, empresários, políticos e pessoas que queriam ver como ficou o bumbódromo após a reforma.

O deputado estadual Neidson Barros, apontado como o principal articulador para que o bumbódromo voltasse a funcionar, fez diversas intervenções na solenidade de reabertura do espaço, mas advertiu que a conservação deve ser responsabilidade de todos. “A primeira reforma foi feita e houve depredação. Após a segunda reforma, também. Agora, precisamos conservar as instalações. É nossa obrigação”, afirmou.

CULTURA DA FRONTEIRA

Alfredo Melgar, representante do Departamento Beni, na Bolívia, foi à cerimônia para dizer que os vizinhos também querem utilizar o espaço para divulgar suas culturas, o que se justifica pelo fato de que muitos bolivianos moram, trabalham e estudam em Guajará-Mirim.

Para Rudnei Paes, superintendente estadual da Juventude, Cultura e Esportes e Lazer, o empenho do governo de Rondônia em assumir a responsabilidade de reformar e promover transformações no bumbódromo é uma clara manifestação de compromisso com a valorização da cultura regional.

Entusiasmada com o resultado final das obras e as possibilidades que se abrem a partir de agora para a região, a vice-prefeita Cleide Esteves disse que o governo de Rondônia também tem obras nas escolas, estradas e outras instalações de Guajará-Mirim. Segundo ela, o governador Confúcio Moura é sempre portador de boas novas. “Somos muito gratos por tudo o que tem sido feito em favor do nosso município”, disse ao concluir o discurso.

HOMENAGENS

Confúcio Moura recebeu homenagens das duas agremiações e foi chamado de Padrinho do Malhadinho e do Flor do Campo. A entrega do bumbódromo, segundo ele, não se resume à garantia de que a festa tradicional será realizada anualmente, mas uma oportunidade para que o município se desenvolva.

INAGURAÇÃO_BUMBODROMO_EM_GUAJARA_MIRIM_25092015_FOTOS_MAICONLEMES-68

Governador Confúcio Moura recebeu homenagens

Segundo o governador, a Bolívia manifesta interesse em fazer parcerias para mostrar mais a sua cultura, mas abre a possibilidade para que o comércio entre os dois países seja ainda mais ativo. “Nossos esforços estão sempre concentrados em atender a Rússia e a Europa, e não nos voltamos para exportar nossos produtos para vizinhos, como os bolivianos”, destacou.

Os operários que trabalharam na obra foram lembrados no discurso do governador. Ele entregou uma placa de reconhecimento a Luiz Carlos Bruno, o “Mineiro”, funcionário da Superintendência de Superintendência de Gestão de Suprimentos, Logística e Gastos Públicos Essenciais (Sugespe), que foi apontado como fundamental para que a reforma no bumbódromo fosse concluída.

A festa foi encerrada com apresentação dos bois-bumbás Malhadinho e Flor do Campo, com suas cunhã-porangas, sinhá moças e pajés, que foram aplaudidos demoradamente e alternadamente, conforme as regras do Duelo da Fronteira. No encerramento, apresentaram-se fanfarras, grupos locais e a banda Versalle.

Os dois bois-bumbás voltarão e se encontrar, nos dias 9, 10 e 11 de outubro, no mesmo local, com todos os seus componentes. Quando isto acontecer, estarão sendo assistidos pelas suas torcidas apaixonadas, que são a marca registrada do Duelo da Fronteira.

Veja galeria de fotos

Assista ao vídeo


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Maicon Lemes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Rondônia


Compartilhe