Governo de Rondônia
31/01/2023

No mês Agosto Dourado, equipe do Banco de Leite Santa Ágata reforça importância da amamentação e doação de leite materno

15 d agosto d 2022 | Governo do Estado de Rondônia Publicação

Até o mês de julho, o Banco de Leite Santa Ágata atendeu a 12.985 mulheres, com 431,5 litros de leite coletados e 540 doadoras voluntárias

Encarregado por ações de promoção, incentivo e proteção do aleitamento materno, por meio de assistência às mães que apresentam dificuldades no processo de amamentação ou que por alguma razão, não produzem leite suficiente para atender às necessidades de seus filhos, o Banco de Leite Santa Ágata – BLH, do Hospital de Base Ary Pinheiro, tem sido uma referência também no atendimento a bebês que estão internados na UTI Neonatal da unidade.

O Banco de Leite Santa Ágata integra a Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, formada por 225 unidades espalhadas pelo Brasil. É no BLH, que são realizadas ações de apoio, pasteurização do leite, promoção e incentivo ao aleitamento materno. Até o mês de julho deste ano, o Banco de Leite Santa Ágata atendeu a 12.985 mulheres, com 431,5 litros de leite coletados e 540 doadoras voluntárias.

Uma vez por semana, a equipe do Centro de Referência em aleitamento materno se desloca até a casa das doadoras. Depois da coleta, este importante alimento que salva vidas, é processado e passa por um rigoroso controle de qualidade no Banco de Leite Humano.

INCENTIVO À DOAÇÃO

Para a coordenadora do Banco de Leite, Edilene Macedo Cordeiro, assim como a doação de sangue salva vidas, a doação de leite materno também é um ato importante. “Para quem se interessar em doar leite, o procedimento é simples. A pessoa entra em contato conosco através do número 3216-5715, explicamos como funciona o Banco de Leite e a doação voluntária, na sequência, enviamos por meio de aplicativo, mensagens com um formulário online de pré-cadastro”, disse Edilene Macedo.

Após o cadastro, a equipe do Banco de Leite faz uma avaliação quanto ao cadastro da voluntária e verifica quando os últimos exames sorológicos foram feitos, pois segundo estimativa, são realizados normalmente, no pré-natal. Porém, caso os exames tenham sido realizados há mais de três meses, a mãe precisa repeti-los. Os exames podem ser feitos no Hospital de Base e os resultados serão enviados ao Banco de Leite, que irá realizar a confirmação de doadora.

Edilene ressalta que existe um mito sobre a falta de leite para o bebê, por conta da doação. “A mama funciona por meio de estímulo, pois quanto mais leite é retirado, mais será produzido para atender à necessidade da criança. A maioria das crianças engorda após as mães começarem a doar”.

 

  • Publicação autorizada de acordo com o Processo n° 0600299-38.2022.6.22.0000 do Tribunal Regional Eleitoral – TRE/RO

Compartilhe