Governo de Rondônia
05/03/2024

Governo avalia como positiva missão de saúde a Guajará e Nova Mamoré

02 de abril de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Famílias recebem atendimentos, orientações, medicamentos e novo local para abrigo com estrutura moderna 

7 - trabalho da força nacional de saúdeA Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) avaliou como positivo o relatório apresentado pela Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Hospitalar e de Urgência e Coordenação Geral de Urgência e Emergência do Ministério da Saúde (MS), sobre a missão realizada em março às áreas atingidas pela cheia nos municípios de Nova Mamoré e Guajará-Mirim.

A missão contou com técnicos da Sesau e médicos da Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o relatório, mais de mil famílias foram atingidas pela enchente dos rios Madeira e Mamoré.

7 - médico força nacionalEm Guajará, de acordo com dados do relatório, há 59 famílias desabrigadas e 554 desalojadas. Em Nova Mamoré, a enchente expulsou de casa 17 famílias e desalojou outras 77. Na zona rural de Nova Mamoré, área que recebe maior atenção do Estado, pelo menos 800 estão ilhadas.

De acordo o secretário estadual de Saúde, Williames Pimentel, os técnicos da missão conscientizaram a população sobre a importância de se evitar contato com água contaminada, como deve se portar nos abrigos, o fluxo de animais em alojamentos e coleta de água para análise em laboratório, além de atendimento médico.

De acordo com Pimentel, outro lote de medicamentos e insumos foi entregue aos municípios. A Defesa Civil iniciou esta semana a montagem das barracas cedidas pelo Governo Federal para as famílias que estão desabrigadas em Guajará-mirim. As barracas foram montadas no Ginásio de Esportes Afonso Rodrigues.

De acordo com o Coordenador da Defesa Civil em Guajará-Mirim, Francisco Sanchez Mendonça, o local servirá para centralizar toda a ação que deve ser feita com as famílias desabrigadas. “Vai ser um local de um grande acampamento com assistência para todas as famílias”, disse Sanchez.

Inicialmente 50 barracas foram enviadas para atender os municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré. Pela estimativa de que cada família possua até cinco membros, setenta pessoas devem ser retiradas dos abrigos e levadas para o local.

7 -reunião médicos força nacionalAinda de acordo com o relatório da missão, foi montada estrutura para higiene, com banheiros químicos e área para banho será montada. Há também espaço de cozinha, além de atendimento médico, assistentes sociais, policiamento, bombeiros, psicólogos e um projeto educativo que prevê atividades diárias para crianças, jovens e adultos desabrigados.

Os pertences de todas as famílias devem ser levados para um galpão, catalogados por nomes das famílias e armazenados até que elas possam voltar às suas residências. Segundo o coordenador, as famílias levarão o essencial para as barracas, como roupas e materiais de higiene pessoal.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Zacarias Pena Verde
Fotos: Ítalo Ricardo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Rondônia, Saúde


Compartilhe


Pular para o conteúdo