Governo de Rondônia
Friday, 24 de September de 2021

Força Nacional de Saúde começa a atuar no estado

27 de março de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

7 - médicos da força nacional do sus

Equipe de médicos da Força Nacional do SUS

Duas equipes da Força Nacional de Saúde estão desde ontem (27) reforçando as ações  sanitárias para amenizar os efeitos da enchente do rio Madeira nos municípios de Guajará Mirim e Nova Mamoré. São profissionais médicos, enfermeiros e técnicos que compõem a elite da saúde no país em ações de desastres. O grupo foi inicialmente para Guajará Mirim, onde foi apresentado pelo governador Confúcio Moura e pelo secretário estadual adjunto de Saúde, Luiz Maiorquim.

Secretários municipais da saúde dos dois municípios, que estão isolados por via terrestre em consequência das enchentes, foram ao aeroporto de Guajará-Mirim para recepcionar a missão do Ministério da Saúde. Lá também estavam vereadores, os prefeitos Dúlcio Mendes (Guajará Mirim) e Laerte Queiroz (Nova Mamoré).

Ao apresentar as equipes governador Confúcio Moura disse que esta é mais resposta dos compromissos assumidos pela presidenta Dilma Rousseff e pelo ministro da Saúde, Marcos Chioro, de fazer tudo para atender as demandas apresentadas pelo governo de Rondônia diante da maior enchente já registrada no rio Madeira.

Avaliação

7 - guajaráMinutos depois das apresentações, o enfermeiro Lissandro Luiz da Silva, que coordena a missão da Força Nacional de Saúde, teve o primeiro encontro com suas equipes e os profissionais de saúde dos dois municípios. Ele apresentou as metas que serão cumpridas e explicou que será feita uma avaliação do quadro provocado pela enchente. A partir daí, será traçado um diagnóstico que poderá fazer com que o grupo permaneça mais tempo na região ou conclua pela necessidade de mais equipes. Inicialmente está previsto que a missão ficará nos dois municípios até a próxima quinta-feira (02).

O grupo foi dividido em três equipes, sendo que duas ficarão em Guajará-Mirim e outra em Nova Mamoré. Cada um é composto por médico, enfermeiro e técnico.

Isolamento

A missão da Força Nacional de Saúde vai definir estratégias que serão executadas no pós-enchente, quando podem ocorrer doenças que são comuns neste tipo de desastre. Como se trata de uma equipe multidisciplinar e qualificada vai atuar também se houver  necessidade  de intervenções cirúrgicas ou clínicas.

7 - falando com a populaçãoHá uma preocupação com o período da vazante dos  rios afetados pela enchente, pois  é comum surgirem doenças decorrentes do contato das pessoas com áreas contaminadas. As autoridades do setor de saúde dizem que há situações  em que estes danos são superiores aos deixados pela enchente.

Os municípios de Guajará-Mirim e Nova Mamoré foram escolhidos para receber as equipes da Força Nacional de Saúde em razão do isolamento em que se encontram. Mais de 600 famílias foram impactadas pela inundação em Guajará-Mirim e outras 97 em Nova Mamoré.

Os dois municípios também sofrem com a carência de alimentos e combustíveis, que estão sendo supridos emergencialmente por via aérea. A economia também foi impactada, pois o comércio está paralisado porque não repõe estoque. O agronegócio também tem prejuízos porque não é possível levar a produção para ser comercializada.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Admilson Knigthz
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Saúde, Sociedade


Compartilhe