Governo de Rondônia
Sunday, 24 de October de 2021

RESULTADO

Sucesso do Festival Nacional do Tambaqui da Amazônia faz Governo de Rondônia projetar edição internacional do evento

21 de setembro de 2021 | Governo do Estado de Rondônia

No Festival Nacional do Tambaqui deste ano de 2021, foram assadas 34.050 bandas do peixe

Com  o sucesso do “II Festival Nacional do Tambaqui da Amazônia” tem sido destacado pelo  Governo de Rondônia e faz crescer a proposta de uma edição internacional do evento. O assunto foi tratado pelo secretário de Estado da Agricultura, Evandro Padovani, e pelo secretário de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Jorge Seif Júnior, no último domingo (19), durante a realização do evento que ocorreu em todas as capitais e no Distrito Federal, bem como 30 municípios de Rondônia.

Segundo Padovani, o representante do Governo Federal assumiu o compromisso de contribuir com a realização do evento em 2022 também no exterior. “Estamos trabalhando com os parceiros nesse grandioso projeto para o ano que vem. Queremos levar ao menos uma amostra para realizar o festival em outro país, numa grande feira internacional, para mostrar nosso peixe e demonstrar o potencial do nosso tambaqui internacionalmente”, destacou o secretário da Seagri.

Jorge Seif Júnior esteve nas dependências do Palácio Rio Madeira prestigiando os desdobramentos da realização desde às 10 horas de domingo, divulgando todo o processo nas próprias redes sociais até o encerramento do evento. No total, foram 34.050 bandas do peixe comercializadas nas 58 unidades da federação, garantindo sucesso de público visitante e de vendas.

O FESTIVAL

O Festival do Tambaqui da Amazônia teve início em maio de 2017, em Ariquemes, cidade destaque na produção de peixes do estado de Rondônia. No primeiro ano, 2 mil bandas de tambaqui foram assadas e em maio de 2018 já subiu para 3 mil bandas.

Em 2019, o número chegou a 3.304 bandas assadas em Ariquemes, durante a 3ª Exposição da Piscicultura, Agroindústrias e Agronegócio do Vale do Jamari (Expovale 2019). Naquele ano, o festival entrou para o livro de recordes do Ranking Brasil como o maior churrasco de peixe já realizado no Brasil.

Também em 2019, foi realizado o l Festival Nacional do Tambaqui da Amazônia na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Foram assadas 4 mil bandas de tambaqui sem espinhos, totalizando 6 mil quilos de peixe. As bandas foram assadas na brasa e distribuídas à população em troca de 1 kg de alimento.

Em 2020, o Festival do Tambaqui da Amazônia chegou a 10 municípios e assou um total de 6.087 quilos, divididos em 4.230 bandas do pescado. O tambaqui é o símbolo da economia pesqueira do Estado que se tornou o maior produtor de peixe nativo de cultivo e o terceiro maior produtor do Brasil.

Neste ano de 2021, foram 34.050 bandas do peixe em 58 unidades da federação. Cada banda foi vendida a R$ 20. Todo o valor arrecadado, R$ 680 mil, será revertido para entidades filantrópicas escolhidas por cada um dos municípios envolvidos.

Secretário da Seagri fala sobre projeto de edição internacional do Festival do Tambaqui

VOLUNTÁRIOS

Pelo menos mil voluntários passaram o dia – iniciando as atividades na madrugada – se dedicando ao maior “assado simultâneo de tambaqui do mundo”.

A expressão foi usada por Luciano Brandão, presidente da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO), a fim de exemplificar a magnitude do festival e, justamente por conta de sua grandeza, Evandro Padovani, titular da Seagri, já anunciou tratativas para a realização da primeira edição internacional do festejo gastronômico.

“O II Festival Nacional do Tambaqui da Amazônia foi um sucesso. Atingimos 26 capitais brasileiras, o Distrito Federal e Itajaí, em Santa Catarina, além de 30 municípios de Rondônia. É um evento inédito no Brasil, no mundo, aliás. E nós temos muito a agradecer aos envolvidos: servidores, piscicultores, colaboradores, patrocinadores, enfim. A todos”, declarou Padovani.

SUCESSO

Padovani ressaltou que recebeu diversos vídeos do Brasil inteiro demonstrando o sucesso do II Festival do Tambaqui da Amazônia. Um dos registros foi encaminhado de Fortaleza, capital do Ceará. Segundo o gestor, o sucesso foi grande também em outros estados. “Com as bandas assadas na praia e movimentação intensa de consumidores, chegou a faltar bandas para vender em algumas regiões, tamanha a procura”, destacou o secretário.

O titular da Seagri afirmou ainda que após a execução do festival redes privadas restaurantes encaminharam mensagens a representantes do órgão do Governo de Rondônia relatando a intenção de incluir a banda de tambaqui assada em seus respectivos cardápios. “A expectativa foi superada. Os resultados, enfim, muito melhores que o previsto. E nós só temos de agradecer às quase mil pessoas voluntárias que contribuíram com o sucesso do evento nesses 58 municípios brasileiros”.

PARCEIROS

O II Festival Nacional do Tambaqui da Amazônia foi realizado em conjunto com os seguintes parceiros: Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron), Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura de Rondônia (Sedi), Associação dos Criadores de Peixes de Rondônia (Acripar), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Zaltana Pescados, Lions Clube e com o apoio da AgroFish Nova Aurora, WS Pescados da Amazônia, Agroindústria Rodrigues e Frigorífico Pescado do Vale. Além das secretarias de Agricultura municipais.

Mais de 34 mil bandas de tambaqui foram vendidas em 58 municípios brasileiros


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Vinicius Canova
Fotos: Weyne Sharp
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Assistência Social, Economia, Governo, Indústria, Piscicultura, Rondônia, Servidores, Sociedade, Tecnologia


Compartilhe