Governo de Rondônia
Friday, 24 de September de 2021

ECONOMIA

Setor produtivo de Rondônia tem mais de R$ 1,8 bilhão para a safra 2015/2016

21 de setembro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Governador pediu aos representantes dos bancos em Rondônia mais incentivos aos agricultores

Governador pediu aos representantes dos bancos em Rondônia mais incentivos aos agricultores

No que depender de linhas de crédito e facilitações ao setor produtivo, o crescimento econômico de Rondônia ganha novo fôlego e o homem do campo motivado a investir. Foi o que disse na tarde de sexta-feira (18) o governador Confúcio Moura em reunião com o setor produtivo e representantes dos bancos, em Ji-Paraná, explicando que as instituições financeiras oficiais estão disponibilizando, para a safra 2015/2016, montante superior a R$ 1,8 bilhão como forma de fomentar a movimentação econômica no estado.

O encontro do governador com industriais e representantes do agronegócio e instituições bancárias oficiais teve como objetivo motivar o setor a movimentar a economia rondoniense.

“Este é o momento de compartilharmos o processo de desenvolvimento econômico do estado. A fase mais difícil já superamos. Todos nós somos gratos a Rondônia. Chegou a hora de devolvermos o que Rondônia nos deu”, disse o governador, convocando o setor produtivo a ampliar os investimentos para fortalecer a economia.

Para o superintendente do Banco do Brasil, Pio Gomes, que responde pelas negociações de varejo e com o Governo de Rondônia, é o agronegócio que impulsiona a economia local. “Afirmo isso com muito entusiasmo, pois o banco oferece R$ 927 milhões em linhas de crédito ao agronegócio”, disse.

“Temos a menor inadimplência para a região Norte. Notamos queda no comércio, mas crescimento no setor produtivo”, declarou o superintendente regional do Banco da Amazônia (Basa), Edmar Bernaldino, anunciando R$ 880 milhões para o agronegócio. “A Emater é nosso principal parceiro para a agricultura familiar”, frisou.

A Caixa Econômica Federal também dispõe de várias linhas de créditos, porém, o gerente regional, Bruce Guerra, enfatizou que o banco oferece R$ 1 milhão para cada produtor que quiser investir em aquisição de matrizes. “O agronegócio corresponde a 90% de nossas linhas de créditos”, apontou.

Ao final da reunião, o governador fez uma nova convocação aos participantes do encontro para um empenho diferenciado de cada um junto ao homem do campo.

“Peço a cada de um de vocês, que lidam diretamente com o agricultor, com o pecuarista, que são parceiros de vocês. A palavra dos senhores é muito importante. Incentive-os. Os bancos estão aqui disponibilizando créditos. Viabilizem o crescimento da plantação e do rebanho por meio dos bancos”, pediu Confúcio.

Além dos representantes do agronegócio e instituições financeiras, participaram da reunião, o chefe da Casa Civil, Emerson Castro; o secretário de Estado da Agricultura, Desenvolvimento e Regularização Fundiária, Evandro Padovani; o diretor-presidente da Emater, Luiz Gomes; o secretário-executivo regional, Romildo Pereira; o prefeito Jesualdo Pires; os deputados estaduais, Airton Gurgacz e Laerte Gomes; além dos senadores Valdir Raupp e Acir Gurgacz.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Paulo Sérgio
Fotos: Paulo Sérgio
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Distritos, Economia, Empresas, Evento, Governo, Indústria, Piscicultura, Rondônia, Sociedade


Compartilhe