Governo de Rondônia
Monday, 20 de September de 2021

INFRAESTRUTURA

Secretaria de Portos autoriza a implantação de três novos terminais privados para Porto Velho

10 de julho de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Confúcio Moura em reunião com Edinho Araújo, ministro da Secretaria Especial de Portos

Confúcio Moura em reunião com Edinho Araújo, ministro-chefe da Secretaria de Portos da Presidência da República

O ministro-chefe da Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR), Edinho Araújo, confirmou nessa quinta-feira (09), em audiência com o governador Confúcio Moura, que o governo federal irá autorizar, ainda este ano, a instalação de três novos Terminais de Uso Privados (TUPs) para o município de Porto Velho.

Edinho Araújo disse ser fundamental o investimento em portos na Região Norte, e, segundo ele, o governador Confúcio Moura tem a preocupação que coincide com as expectativas e com o projeto do governo federal que é tornar os portos mais competitivos na Amazônia, região que produz muito, e portanto, tem oferta e demanda.

Segundo o ministro, o Brasil precisa de sintonia entre os governos federal, estadual e o setor privado. Para ele, a construção de terminais privados podem não só transportar a carga própria, mas também a carga de terceiros. “Nós, governo federal, Secretaria de Portos junto com os governos do estaduais estamos melhorando as condições de integração da logística no país, e precisamos ter mais competitividade para diminuir o custo Brasil”, explicou Araújo.

O ministro afirmou que a SEP já está recebendo dos interessados, as propostas dos investidores privados para que eles possam ter as condições de investimentos. Estamos avançando, adequando os nossos portos, tendo em vista o novo marco legal que decorre da Lei 12.815/13, onde temos a participação do setor privado na evolução e no objetivo de tornar nossos portos cada vez mais dinâmicos”, enfatizou.

Para o governador Confúcio Moura, a construção de portos, seja ele privado ou público e os investimentos nos acessos portuários, são importantes atrativos que geram uma série de serviços novos, entre eles, a indústria, a metalurgia e despachantes internacionais de mercadorias. “Quando chega um porto, chega o desenvolvimento. O porto atrai serviços, atrai armazéns, indústrias atrai emprego. Em torno dele vem o mundo admirável, assim aconteceu em Fortaleza em Recife, enfim, o porto tem uma grande demanda de mercadorias de entradas e saídas que gera um diferencial de mudança muito grande”, pontuou.

Também participaram da audiência, o secretario de Políticas Portuárias da SEP/PR, Fábio Lavor, e a superintendente do Escritório de Representação do Governo de Rondônia em Brasília, Elizete Lionel.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Zózimo Macêdo
Fotos: Moisés Júnior (SEP/PR)
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Economia, Empresas, Governo, Indústria, Infraestrutura, Rondônia, Serviço


Compartilhe