Governo de Rondônia
Friday, 22 de October de 2021

SETOR PRODUTIVO

Produtores de soja irão percorrer mais de 1.200 quilômetros para conhecer regiões produtivas de Rondônia

09 de setembro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

A Central Agrícola, distribuidora da multinacional FMC, realizou na noite desta terça-feira (8), em Vilhena (RO), o lançamento e abertura da segunda edição do 2º Tour Técnico do Campo ao Porto – O caminho da soja, que percorrerá mais de 10 municípios rondonienses nos próximos três dias para apresentar as possíveis áreas propícias para produção de soja e milho.

Abertura do Tour foi realizada na noite de terça-feira em Vilhena

Abertura do Tour foi realizada na noite de terça-feira em Vilhena

O vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira, e o secretário de Estado da Agricultura (Seagri), Evandro Padovani, participaram da solenidade de abertura e recepcionaram os empresários e produtores da região do estado de Mato Grosso. Pereira parabenizou a iniciativa da FMC e afirmou que iniciativas como esta fomentam o crescimento de Rondônia.

“É importante salientar que, da forma como o Estado está crescendo podemos fazer uma projeção para vamos superar muitos estados em um curto espaço de tempo com altos índices de produtividade. Existe uma crise econômica assuntando o Brasil, contudo, Rondônia, Mato Grosso e Tocantins são os únicos que estão mantendo seu crescimento devido ao perfil produtor”, afirma o vice-governador.

Pereira destacou que na manhã de terça-feira o governo do Estado entregou mil toneladas de calcário para a prefeitura de Colorado e mais mil toneladas para a prefeitura de Vilhena destinadas a agricultura familiar. “Cinco anos atrás, tínhamos uma produção de 20 mil toneladas/ano e com a implantação das usinas de calcário esse número subirá para pelo menos 500 mil toneladas/ano”, explicou Daniel.

Padovani esclareceu que o intuito do governo do Estado é dar condições aos investidores e produtores para iniciar suas atividades em Rondônia. “É preciso fazer compreender que investir é permitir que haja aumento da arrecadação do Estado para que possa ser novamente reinvestido em outros setores e devolver para a sociedade os benefícios do setor de Rondônia. O primeiro evento foi um sucesso, o segundo seguirá o mesmo perfil, pois agora temos as usinas de calcário que podem produzir e auxiliar na correção do solo para produção das leguminosas”, afirmou o secretário.

Vice-governador Daniel Pereira e o secretário de Agricultura, Evandro Padovani

Vice-governador Daniel Pereira e o secretário de Agricultura, Evandro Padovani

O produtor e empresário da Central Agrícola, Marcelo Lucas da Silva, explicou que o principal intuito é aumentar as áreas produtivas de Rondônia. “O resultado desse trabalho é notado após a realização da primeira edição. O Estado passou de uma área produtiva de 165 mil hectares em 2013 para 250 mil hectares em 2015, um incremento de produção de mais de 90 mil hectares em apenas dois anos. A comitiva é formada mais por de 40 veículos com produtores rurais de Mato Grosso e do cone sul do Estado de Rondônia com intuito de investir no Estado e nós, juntamente com as autoridades competentes, estamos promovendo esse entrosamento. Todos os índices produtivos de Rondônia são positivos. Estamos focados nesses resultados”, afirmou ao realizar a abertura do evento.

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Rondônia tem a maior média nacional de produção de soja por hectare, produzindo 3.180 kg, enquanto que a média nacional é de 2.154 kg.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Rafaela Schuindt
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Empresas, Governo, Rondônia, Tecnologia


Compartilhe