Governo de Rondônia
Sunday, 26 de September de 2021

INVESTIMENTO AMBIENTAL

Unidades de Conservação recebem recurso para estruturação por meio de compensação ambiental

06 de julho de 2019 | Governo do Estado de Rondônia

 

Adjunto da Sedam e diretor financeiro da Canaã Energia assinam termo de compromisso de compensação ambiental

A Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e a empresa Canaã Geração de Energia S/A assinaram um termo de compromisso de compensação ambiental, na sexta-feira (5). O recurso de R$ 855.050,02 é proveniente de impactos causados pelo empreendimento, conforme artigo 36, Lei n° 9.985, de 18 de julho de 2000, e será aplicado na estruturação de seis Unidades de Conservação do Estado de Rondônia.

Geração de emprego e desenvolvimento das comunidades tradicionais, que vivem no entorno das unidades de conservação, proporcionará avanço significativo ao Estado.

O recurso será aplicado na gestão e operacionalização das Unidades de Conservação Ambiental, seguindo o plano de trabalho submetido à Câmara de Compensação Ambiental: Parque Guajará-Mirim (veículo), Estação Ecológica Samuel (veículo), Reserva Extrativista Rio Preto Jacundá (1 agroindústria de açaí, 1 agroindústria de farinha, 2 poços tubulares, veículo e mobílias para a sede), Reserva Extrativista Pacaás Novos (kit solar para a sede), Reserva Extrativista Massaranduba (poço tubular) e Reserva Extrativista Cautário (veículo e aquisição de 2 drones para monitoramento e fiscalização).

Em um processo de reestruturação, como definido pelo secretário Elias Rezende, o Estado vive um grande avanço. A assinatura do termo de compromisso de compensação ambiental foi assinado pelo adjunto da Sedam, Edgar Menezes, e o diretor financeiro da Canaã Energia, Pedro Henrique. “É um momento histórico e prazeroso ver a Sedam executando efetivamente as compensações devidas pelos empreendimentos”, declarou Edgar.

A operacionalização das unidades de conservação possibilitará agora a industrialização dos produtos de origem extrativista, como o açaí e a farinha. “As indústrias gerarão emprego e renda para as comunidades tradicionais que tanto contribuem para a preservação dessas áreas protegidas”, concluiu o coordenador estadual de Unidades de Conservação, Denison Trindade.

Leia mais:

Pimenta Bueno agora conta com Sistema de Desenvolvimento Ambiental Municipal

Unidades de Conservação de Rondônia serão dotadas de infraestrutura através de termo de compromisso inédito em compensação ambiental


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Gaia Bentes
Fotos: Rosinaldo Machado e Arquivo Sedam
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Economia, Governo, Indústria, Legislação, Meio Ambiente, Rondônia, Sociedade


Compartilhe