Governo de Rondônia
Monday, 27 de September de 2021

TECNOLOGIA

Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras trará benefícios para Rondônia, afirma governador

16 de novembro de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Confúcio Moura diz que parceria com o Exército trará benefícios para Rondônia

Confúcio Moura diz que parceria com o Exército trará benefícios para Rondônia

 

O Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), projeto do Exército Brasileiro para fiscalizar os 16 quilômetros de fronteiras do país trará, segundo o governador Confúcio Moura, benefícios para Rondônia nas áreas de educação, saúde e segurança pública, entre outras. Ele abriu, nesta segunda-feira (16), o simpósio em que os militares apresentaram as virtudes do programa. “Faremos uma parceria que vai utilizar a mais alta tecnologia para levar, por exemplo, aulas a locais distantes, como as quilombolas”, anunciou.

O chefe do Estado-Maior do Exército (EME), general Sérgio Westphalen Etchegoyen, liderou uma comitiva que veio a Porto Velho para explicar como funciona o sistema. Durante o simpósio, Etchegoyen afirmou que o Brasil tem fronteiras com 10 países e que, ao contrário dos Estados Unidos, por exemplo, não tem animosidades com os vizinhos, com os quais as relações são de cooperação e integração.

O Exército já realizou com sucesso o projeto piloto do Sisfron na Amazônia e se prepara para expandir para outras regiões. O sistema utiliza uma rede de sensores colocados sobre a linha de fronteira, que transmitem informações para unidades operacionais com capacidade de dar resposta em tempo real a demandas apresentadas.

SOCIAL

Segundo o general Etchegoyen, os benefícios sociais detectados após a implantação do sistema vão além das expectativas. Ele afirmou também que o Sisfron está incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e é o menos militar programas do Exército.

O general Sérgio Westphalen Etchegoyen apontou as vantagens do sistema

O general Sérgio Westphalen Etchegoyen apontou as vantagens do sistema

Para o governador de Rondônia, a iniciativa do Exército coincide com projetos do estado, que investe na infovia própria para alcançar as regiões mais distantes e levar a elas o desenvolvimento através da alta tecnologia. “Vejo no Sisfron múltiplas funções que vão além do objetivo inicial e avançam para ações sociais importantes para atender populações ribeirinhas, indígenas, quilombolas”, avaliou.

Além de definir como inovador o formato do sistema de transmissão de dados, que se dará através de cabos de fibra ótica que seguem pelos rios, Confúcio disse que outras parcerias com as forças armadas já foram tratadas em audiência em Brasília no Ministério do Exército. O governador definiu que a cooperação é a melhor forma de produzir resultados e atingir metas no momento em que o corte de despesas é uma ameaça que atinge todo o país.

No prosseguimento do simpósio, o general-de-brigada Guido Amim Naves detalhou como funcionará o Sisfron. Segundo ele, as informações obtidas atenderão demandas de órgãos como Justiça Federal, Justiça Eleitoral, Funai, Ibama, Receita Federal, Ministério da Saúde e Ministério da Educação, entre outros.

Além disto, serão produzidos dados sobre ocorrências de desmatamento, contrabando, pistas de pouso ilegais, garimpos ilegais, evasão de divisas e imigração ilegal.

O general de brigada Augusto da Costa Neves, comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva, o general-de-brigada, Ruy Yutaka Matsuda, comandante da Brigada de Mato Grosso do Sul, a reitora da Universidade Federal de Rondônia, Berenice Tourinho, e o juiz federal Dimis Braga participaram do evento, onde estavam, também, secretários de estado, militares e outros convidados.

 


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Nonato Cruz
Fotos: Bruno Corsino
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Rondônia, Segurança


Compartilhe