Governo de Rondônia
15/07/2024

JUNHO VERMELHO

Orientações para se tornar um doador de sangue são repassadas à população de Rondônia

12 de junho de 2024 | Governo do Estado de Rondônia

Voluntários que quiserem se tornar doadores podem ir aos hemocentros, distribuídos em cinco municípios, e em cidades com agências transfusionais

Doar sangue exige solidariedade e, sobretudo, atenção aos cuidados e medidas para realização do ato orientado pelo governo de Rondônia sob a coordenação da Fundação Estadual de Hematologia e Hemoterapia (Fhemeron). Além de requisitos essenciais, a entidade dispõe de acesso presencial para atendimentos e esclarecimentos aos cidadãos, reforçando a Campanha “Junho Vermelho”, cujo objetivo é sensibilizar a população sobre o ato de doar sangue em alusão ao Dia Mundial do Doador, comemorado em 14 de junho.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, o estado tem o compromisso de atuar de todas as formas para atender às demandas de insumos, por meio das equipes dos hemocentros.

Segundo a gerente de captação da Fhemeron, Maria Luíza Pereira, é essencial reforçar as orientações acerca do processo de doação, mesmo sendo uma prática conhecida na sociedade. “Todo voluntário, na doação, passa antes por um cadastro, entrevista, exames, até chegar à etapa de coleta. Ao longo desse processo devem ser atendidos os critérios determinados para coleta do sangue, e só então teremos o resultado; se o insumo será utilizado ou não”, explicou.

Exames e entrevistas com o doador são realizados antes da coleta de sangue

Ainda conforme a gerente de captação, entre os vários requisitos para coleta, é fundamental que o doador tenha entre 16 e 69 anos; tenha mais de 50 kg e esteja alimentado, o que permitirá a coleta da bolsa de sangue, com 450 ml. Essa quantidade equivale a menos de 10% do volume de sangue extraído de um ser humano adulto, considerando que no corpo há um total de 5,5 litros de sangue.

ONDE DOAR?

O cidadão que quiser se tornar doador pode fazê-lo nos hemocentros, distribuídos nos municípios de Porto Velho (Hemocentro coordenador), Ariquemes, Ji-Paraná, Cacoal, Rolim de Moura e Vilhena, e em agências transfusionais de cidades próximas. O ato de solidariedade também pode ser realizado nos mutirões itinerantes, organizados pela Fundação.

Além dos pontos de coletas oficiais equipes da Fhemeron promovem ações itinerantes

A gerente de captação destacou ainda que, a Fhemeron mantém parceria com municípios para a realização das ações itinerantes, iniciativa que vem crescendo cada vez mais. “Temos uma equipe de servidores designada para ir até estes locais, para os quais segue com uma estrutura especializada. Essa logística tem se repetido todos os meses e deve continuar, porque temos boa receptividade e garantia de novos doadores.” afirmou.

ANTES DE DOAR

Antes do processo de coleta são realizadas os seguintes exames de triagem no sangue doado:

  • Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (Aids);
  • Sífilis;
  • Hepatite;
  • Doença de Chagas;
  • Vírus Linfotrópico de Células T Humanas (HTLV I/II);
  • Formas raras de hemoglobina (anemias); e
  • Grupos sanguíneos e Fator Rh;

REQUISITOS PARA DOAR

População deve estar ciente dos impedimentos temporários e definitivos antes da coleta

  • Estar bem de saúde e alimentado;
  • Ter entre 16 e 69 anos de idade (16 e 17 anos com autorização dos pais);
  • Pesar 50 kg ou mais;
  • Apresentar documento de identificação com foto, emitido por órgão oficial;
  • Dormir por pelo menos oito horas no dia anterior da doação;
  • Não fumar por pelo menos duas horas anteriores ao momento da doação;
  • Tomar um café da manhã leve;
  • Homens podem doar até quatro vezes ao ano, em intervalos de 60 dias (dois meses);
  • Mulheres podem doar até três vezes ao ano, em intervalos de 90 dias (três meses).

IMPEDIMENTOS TEMPORÁRIOS

  • Estar gripado ou com febre;
  • Estar grávida ou amamentando;
  • Ter ingerido bebida alcoólica no dia da doação (12 horas);
  • Ter tatuagem ou piercing feito há menos de um ano;
  • Ter recebido transfusão de sangue e seus derivados há menos de um ano;
  • Ter feito endoscopia digestiva nos últimos seis meses;
  • Ter tido malária nos últimos 12 meses;
  • Ter feito tratamento de acupuntura nos últimos 12 meses; e
  • Pessoas que contraíram covid-19, é possível doar após 30 dias da cura.

IMPEDIMENTOS DEFINITIVOS

  • Ter sido acometido por doença de Chagas;
  • Ter sido acometido por hepatite, após os 11 anos de idade;
  • Ter sido exposto à situação ou comportamento que levem a risco, acrescido para infecções sexualmente transmissíveis (IST).

ENTRE NO GRUPO DE WHATSAPP E RECEBA NOTÍCIAS EM PRIMEIRA MÃO


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Jackson Vicente
Fotos: Esio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Ariquemes, Cacoal, Cidadania, Evento, Governo, Governo Fez e Faz, Ji-Paraná, Municípios, Políticas Públicas, Porto Velho, Porto Velho, Rolim de Moura, Rolim de Moura, Rondônia, Saúde, Serviço, Servidores, Sociedade, Solidariedade, Vilhena, Vilhena


Compartilhe


Pular para o conteúdo