Governo de Rondônia
Saturday, 16 de October de 2021

EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Oficina sobre educação ambiental na agricultura familiar encerra com apelo a empresas públicas e privadas

08 de junho de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Oficina foi realizada durante Semana do Meio Ambiente, em Porto Velho

Oficina foi realizada durante Semana do Meio Ambiente, em Porto Velho

A primeira oficina do Programa de Educação Ambiental de Agricultura Familiar (Paae) realizada com apoio do Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente e da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental de Rondônia dias 2 e 3 de junho, no Hotel Rondon, em Porto Velho, foi encerrada na última quarta-feira com a criação de uma comissão responsável pela organização da terceira edição.

O programa, desenvolvido pelo Ministério do Meio Ambiente a partir de reivindicações da chamada Marcha das Margaridas e do Grito da Terra, incorporará várias propostas regionais aprovadas nos dois dias de oficina.

Uma das mais debatidas e que sinalizam a inclusão no Projeto Regional Político Pedagógico (PPP), que começa a ser elaborado a partir de agosto, é a inclusão de ações de educação ambiental voltadas para a agricultura familiar no plano diretor das empresas públicas e privadas.

No período da tarde, foi criada a comissão organizadora da segunda oficina prevista para acontecer dias 5, 6 e 7 de agosto, na capital, onde serão definidas as linhas de ação do PPP. No próximo dia 23 de junho, a comissão se reunirá para definir a metodologia que será empregada nas discussões da elaboração do plano regional.

A meta é criar alternativas para integrar a educação ambiental ao processo produtivo da agricultura familiar, de forma a conscientizar mais o homem do campo a praticar a agricultura sustentável, fixar o produtor ao meio rural e agregar renda à comercialização dos produtos agroecológicos. Os métodos para evitar o uso de defensivos agrícolas na produção e a consequente substituição pela utilização de adubo orgânico serão difundidos de forma continuada, inclusive com respeito ao conhecimento tradicional.

COMISSÃO
A comissão organizadora da segunda oficina é composta por representantes de órgãos públicos e entidades não governamentais, como a Ecoporé, Sedam/Educação Ambiental, Centro de Pesquisa de Populações Tradicionais(CPPT-Cuniã), Secretaria Municipal de Educação(Semed/Ensino Rural),Instituto Chico Mendes (ICMBio), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-RO), UNIR, Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Departamento de Comunicação(Decom) e Conselho Gestor dos Territórios da Cidadania.

A consultora Aida Maria Silva, responsável pela coordenação das oficinas, disse que a primeira tentativa foi em 2009, com a realização de uma oficina de formação,mas o processo já está em curso em Rondônia, pois desde à época as organizações não governamentais e a Emater passaram a atuar nesse movimento de afirmar uma agricultura agroecológica, uma agricultura saudável com base na sustentabilidade. “Então na minha compreensão, o Programa de Educação Ambiental vem se articular com o que já existe aqui, dentro de uma metodologia que corresponda à realidade de Rondônia”.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Abdoral Cardoso
Fotos: Abdoral Cardoso
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Meio Ambiente


Compartilhe