Governo de Rondônia
Friday, 24 de September de 2021

EMPREENDIMENTO

Guajará-Mirim terá primeira envasadora de água mineral da região

23 de julho de 2015 | Governo do Estado de Rondônia

Envasadora de água mineral atenderá Guajará-Mirim e região

Envasadora de água mineral atenderá Guajará-Mirim e região

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) em Guajará-Mirim deu nova dinâmica nos trabalhos e o resultado é a liberação de licença de operação de vários empreendimentos a exemplo da fábrica Água Mineral Guajará que deve iniciar as atividades no mês de agosto. Foram investidos cerca de R$ 8 milhões no empreendimento que inicialmente irá gerar 23 empregos diretos e dezenas de indiretos.

O empresário Antônio Bastos que há mais de dois anos batalha para colocar a envasadora de água em funcionamento nem acredita que o sonho irá tornar realidade em breve. Dia 27 os funcionários iniciam o treinamento, que será ministrado por uma técnica de alimentos de São Paulo. A fábrica, segundo o empresário, atende as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Agevisa) e da legislação brasileira.

Antônio Bastos garante que a qualidade da água é excelente, o PH deu resultado 4,7. A envasadora de Água Mineral Guajará fica em uma propriedade de 104 hectares, localizada na Rodovia 370, a 17 quilômetros da cidade de Guajará-Mirim. A fonte de água produz 36 mil litros por hora e a fábrica tem capacidade para produzir 1000 garrafões de 20 litros por hora, 600 pacotes com 12 unidades de 600 ml e mais de 3000 copos de 200 ml por hora.

O empresário explica que inicialmente a água mineral será comercializada em Guajará-Mirim, Nova Mamoré e Porto Velho e gradativamente irá ampliando o mercado, mas o foco principal é a exportação.

A diretora regional de gestão ambiental da Sedam em Guajará-Mirim, Eliana Nascimento Silva, disse que o grande desafio é liberar o quanto antes os processos, observando a legislação. Uma fábrica de reciclagem e outra de papel higiênico em breve terão a licença de operação liberada. “Todas as falhas dos processos estão sendo corrigidos e em breve o documento será liberado”, afirma a diretora de gestão da Sedam.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Eleni Caetano
Fotos: Bruno Corsino
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Água, Economia, Empresas, Governo, Rondônia


Compartilhe