Governo de Rondônia
Thursday, 23 de September de 2021

AVICULTURA

Espigão do Oeste aguarda a visita do ministro da Agricultura

20 de junho de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

10 - abatedouro globoavesAvicultores e produtores rurais do município de Espigão do Oeste, incrustado na divisa de Rondônia com Mato Grosso, distante da capital Porto Velho 620 quilômetros, aguardam com expectativa, a visita do ministro da Agricultura, Neri Geller, agendada para sábado (21) às 15:00 horas no  Parque de Exposições Laurindo Roberto Ferreira.

Com o ministro também são aguardadas as presenças do Governador Confúcio Moura, do senador Valdir Raupp, outras autoridades e representantes da bancada federal no Congresso Nacional, conforme prevê o prefeito de Espigão do Oeste, Célio Renato. Está tudo pronto para abertura do 1º Seminário sobre Avicultura no Estado de Rondônia.

Pedidos ao ministro

10 - ademir de souza

Ademir de Souza, gerente da Globoaves

Várias solicitações estão elencadas para ser encaminhadas às autoridades, federais, estadual e aos representantes de Rondônia no Congresso Nacional de acordo com relato de Ademir de Souza gerente da unidade da Globoaves em Rondônia, revelando alguns pontos e gargalos que dificultam o desenvolvimento da avicultura no Estado.

Um dos

Lourival Specia, gerente técnico

Lourival Specia, gerente técnico

principais entraves para o desenvolvimento da avicultura em Rondônia é a insensibilidade das instituições financeiras que desestimulam a construção de aviários quando procuradas pelos produtores rurais. Essas dificuldades atingem os pequenos produtores rurais, principalmente aqueles ligados à agricultura familiar por não conseguir as garantias que os bancos exigem.

Outro gargalo para avicultura a ser mostrado e debatido, é de que a maioria das localidades não possui rede elétrica trifásica, o que é necessário para os projetos e instalações de aviários. Será solicitada a implantação para o setor de avicultura do relógio verde para reduzir o custo de energia elétrica, como já existe para o setor leiteiro na região.

Será pleiteado ao Governo do Estado mais agilidade na liberação da licença ambiental, junto à Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (SEDAM), que alega alto risco ambiental, por ser segundo a SEDAM uma atividade que agride o meio ambiente. Para Ademir de Souza, em outros estados não funciona assim e a liberação é muito mais fácil e rápida.

Uma atividade de pequenos produtores

Edvaldo e Evanira

Edvaldo e Evanira

Edvaldo Tresmann, ao lado da esposa, Evanira Tresmann, se considera um pequeno criador de frangos que recebe os pintainhos e assistência técnica da Globoaves produzindo 52 mil frangos a cada 42 dias, faturando em média 46 centavos por unidade. A cada entrega retira bruto R$ 23 mil. Com o consumo de energia e insumos ele gasta entre 30 e 35%.

Dependendo do local, de acordo com o gerente técnico da Globoaves, Lourival Specia, os custos operacionais chegam até a 50% pelo alto custo da energia, o que torna muito dispendioso ao produtor rural. A energia na realidade conforme atestam as informações técnicas, é o que mais pesa na avicultura, que conta com galpões climatizados e painéis de controle ambiental, a maioria de 1.200 metros quadrados, alojando 19 mil aves cada um.

10 - globoavesAbatendo 1,5 milhões ao mês, a meta é de saltar dos 79 aviários construindo mais 100 galpões, dobrando o abate de 50 mil aves/dia para 100 mil. No município de Cacoal, lindeiro com Espigão do Oeste, 16 galpões de 2.400 metros quadrados alojam 35 mil frangos cada.

Na opinião do prefeito Célio Renato, de Espigão do Oeste, o 1º Seminário sobre Avicultura no Estado de Rondônia, vai gerar bons frutos e abrirá caminhos para criação de novos aviários, conquistando, inclusive, o mercado externo. Com certeza, esse evento pela presença de tantas autoridades e pela relevância do tema a ser debatido deixará registro na história de Espigão do Oeste.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: José Luiz
Fotos: Marcos Freire
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura


Compartilhe