Governo de Rondônia
05/02/2023

2014 será o ano da educação, afirma governador

03 de fevereiro de 2014 | Governo do Estado de Rondônia

Governador “puxa orelhas” de professores, mas aponta diretrizes para que a educação melhore no cenário nacional; valorização salarial é uma diretriz

Governador “puxa orelhas” de professores, mas aponta diretrizes para que a educação melhore no cenário nacional; valorização salarial é uma diretriz.

Imagem 01

O governador Confúcio Moura abriu o 1° Encontro Estadual de Gestores Escolares motivado em melhorar a qualidade da educação pública em Rondônia. “Escola boa é aquela em que a equipe é comprometida em educar”, enfatizou o governador, na abertura do evento que iniciou na noite desta sexta-feira, 31, e segue até amanhã, domingo, 2, no Hotel Fazenda Minuano, em Ji-Paraná, que envolverá no período cerca de 340 diretores e outros membros da educação estadual.

“Não basta apenas incrementar os colégios com aparelhamento eletrônico, condicionador de ar, conforto… Precisamos de professores dedicados com a causa, a educação”, cobrou Confúcio Moura, ao exemplificar o sucesso dos métodos aplicados na educação pelos países desenvolvidos, como o Canadá, Estados Unidos, Japão, China, Finlândia e outros europeus.

Imagem 02

Confúcio Moura classificou o atual modelo brasileiro de educação como sendo injusto e desigual. “De cada 100 meninos matriculados na primeira série apenas 17 concluem o Ensino Médio. Estes 83 se perdem no meio do caminho e o professor deve ter o compromisso de não deixar isso ocorrer”, pediu o governador, ao chamar a responsabilidade ao educador.

“O professor precisa se empenhar mais com a realidade de cada sala de aula. Tem de ensinar àqueles que nem querem aprender, porque os que querem aprender aprendem de um jeito ou de outro”, argumentou o governador, reconhecendo que seja realmente difícil a tarefa do professor de conciliar as diferentes classes sociais e valores familiares dos alunos dentro de uma mesma sala de aula.

Modernização

Para que o modelo educacional de Rondônia avance e se destaque no cenário nacional, a exemplo dos avanços já registrados pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica [IDEB] em relação a outras unidades federadas como Roraima, Amapá, Mato Grosso e Tocantins, o governador aponta o caminho: cada escola deve administrar o próprio dinheiro.

“O colégio deve gerir o recurso, não a Secretaria de Educação”, declarou Confúcio Moura, explicando que a direção da escola juntamente com o Conselho de Educação e Associação de Pais e Professores [APP] está mais perto da realidade de cada escola e, portanto, tem mais condições de administrar o recurso diretamente dentro dos preceitos legais do serviço público.

“A escola só melhora a partir da gestão dela”, finalizou Confúcio Moura anunciando que a valorização salarial há de melhorar, porém o nível da escola também tem de melhorar.


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Educação


Compartilhe