Governo de Rondônia
22/07/2024

REFERÊNCIA

Protagonismo de Rondônia na defesa agropecuária é destaque em conferência nacional realizada em Goiás

12 de junho de 2024 | Governo do Estado de Rondônia

Destaque para o serviço veterinário oficial, na luta pela sanidade dos animais produzidos em Rondônia

O protagonismo de Rondônia em relação às ações de defesa sanitária animal e vegetal, que tem resultado em relevantes avanços no setor produtivo do estado, foi um dos destaques da 8ª Conferência Nacional de Defesa Agropecuária (CNDA), realizada de 4 a 6 de junho em Goiânia. Além da troca de experiências profissionais, o evento, que reuniu representantes de todas as agências de defesa agropecuária do Brasil, permitiu o alinhamento de estratégias e procedimentos de fiscalização e inspeção voltados à defesa agropecuária.

Promovido pela Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA), em parceria com a Secretaria de Agricultura de Goiás (Seapa), a Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa) e o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), o evento possibilitou à Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril de Rondônia (Idaron) demonstrar os avanços sanitários e fitossanitários que, aliados ao esforço do produtor rural, resultaram na conquista de importantes selos de qualidade. Com a chancela de entidades nacionais e internacionais, tudo isso agrega mais valor às commodities e aos produtos de origem animal produzidos pelos rondonienses.

A Idaron demonstrou os avanços sanitários e fitossanitários, importantes na conquista de selos de qualidade

Segundo o presidente da Idaron, Julio Cesar Rocha, a equipe da agência participou de diversos debates e importantes palestras, como a dos novos desafios da rastreabilidade na agropecuária, um dos assuntos que tem norteado o agronegócio mundial e as exportações. “Em todas as oportunidades, pudemos evidenciar o protagonismo de Rondônia, tanto como área livre de febre aftosa sem vacinação quanto área livre de outras doenças e pragas de relevante impacto econômico”, pontuou.

As ações de fomento do Executivo estadual, aliadas às missões internacionais que têm promovido Rondônia junto a grandes mercados consumidores, foram mencionadas como um dos fatores preponderantes para o crescimento do setor produtivo.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, com as garantias sanitárias alcançadas, resultado dos trabalhos da Idaron, participar de missões internacionais para vender o agronegócio do estado tem sido muito fácil. “Rondônia é pioneira em atender às tendências do mercado, um exemplo disso é a vigilância baseada em risco, além da informatização do controle de insumos, matérias-primas, exames e vacinas; fatores importantes para cumprimento das medidas de defesa sanitária, que devem ser mantidas pelo estado”, ressaltou.

DEFESA ANIMAL

O gerente de Defesa Sanitária Animal, Fabiano Alexandre, avaliou a oportunidade de estar no evento como “salutar”, uma vez que, em conjunto com todas as outras Agências do Brasil, foi possível rever e avaliar os processos voltados à melhoria do serviço veterinário oficial, com foco na segurança da saúde pública, preservação do meio ambiente e economia do país.

INSPEÇÃO

Equipe da Idaron na 8ª Conferência Nacional de Defesa Agropecuária

A gerente de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Clariana Lins Lacerda, também participou da conferência, e destacou o trabalho do Serviço de Inspeção Estadual (SIE/RO). “Pudemos abordar os vários aspectos que englobam o tema, como, por exemplo, a inspeção com base em risco e o impacto da legislação do autocontrole na defesa agropecuária”, destacou.

TRÂNSITO

O coordenador de Trânsito Vegetal da Idaron, Leonardo Ferro, deu ênfase às oficinas e palestras, com destaque para a abordagem “Controle da mosca da carambola na região de Roraima”. E pontuou que, em relação ao trânsito, uma das mais importantes palestras tratou do transporte de maquinário, uma vez que, no estado do Mato Grosso, foi identificada uma praga, o ‘Amaranthus palmeri’, que ainda não foi encontrada em Rondônia, razão pela qual é preciso haver controle de trânsito rigoroso ao maquinário que vem do Mato Grosso para Rondônia”, explicou.

DEFESA VEGETAL

O gerente de Inspeção e Defesa Vegetal da Idaron, Jessé de Oliveira,  priorizou os debates voltados à fitossanidade, integrando grupos que, dentre outros assuntos, enfatizaram as culturas que dominam a produção agrícola do estado, como a soja, o café, cacau e o milho. “Em conjunto com representantes federais debatemos temas que impactam tanto a produção quando o comércio das principais mercadorias produzidas por Rondônia, principalmente o projeto de implementação da conformidade do processo produtivo, através da fiscalização e controle do uso de insumos agropecuários”, avaliou.

AGROTÓXICO

A Coordenadoria de Agrotóxicos apresentou o Sistema de Fiscalização do Comércio de Agrotóxicos do Estado de Rondônia (Siafro), uma ferramenta desenvolvida pela Idaron para gestão da cadeia do comércio e uso de produtos agroquímicos no estado. Conforme o coordenador do Programa de Agrotóxicos, Sirley Ávila Queiroz também houve a participação de reunião com o Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias, e de uma reunião sobre a regulamentação da nova legislação de agrotóxicos federal.

SEMENTES E MUDAS

A fiscalização de sementes e mudas foi mais um destaque da 8ª CNDA. Renê Parmejiani, coordenador do Programa de Fiscalização de Sementes e do Programa de Fiscalização de Mudas aproveitou a oportunidade para participar do Encontro Nacional sobre Sementes e Mudas (Enasem). “Oportunidade em que realizamos a primeira reunião da rede de fiscalização de sementes, que propõe a união das agências estaduais em torno do tema, uma proposta de iniciativa da Idaron”, salientou.

EDUCAÇÃO SANITÁRIA

A coordenadora do Programa de Educação Sanitária, Rachel Barbosa elogiou a iniciativa do evento, acrescentando que, tanto nas apresentações e palestras quanto em reuniões com profissionais de outros estados, pôde avaliar muitas das ações que são desenvolvidas junto à comunidade rural e estudantes. “Em vários aspectos Rondônia se sobressai, seja pelos trabalhos de conscientização à população quanto no serviço de orientação ao produtor, com estratégias e alcance que surpreendem e chamam a atenção de outras agências. Em resumo, a CNDA é uma oportunidade de renovar o ‘gás’ da equipe e levar experiências de sucesso, além de permitir interações e troca de conhecimentos, a fim de que sejam exploradas novas possibilidades”, enfatizou.

ENTRE NO GRUPO DE WHATSAPP E RECEBA NOTÍCIAS EM PRIMEIRA MÃO


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Texto: Toni Francis
Fotos: Idaron/Arquivo
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Agricultura, Agropecuária, Evento, Fiscalização, Governo, Governo Fez e Faz, Rondônia, Serviço, Servidores, Sociedade, Tecnologia


Compartilhe


Pular para o conteúdo