Governo de Rondônia
Tuesday, 28 de September de 2021

Governador e ministro assinam termo que garante comunicação mais rápida em Rondônia

19 de julho de 2013 | Governo do Estado de Rondônia

A solenidade foi realizada no auditório do Golden Plaza Hotel, em Porto Velho, com a presença do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo; o governador Confúcio Moura; o presidente da Telebras, Caio Bonilha; o senador Acir Gurgacz; o vice-governador, Airton Gurgacz; o secretário de Estado de Assuntos Estratégicos (Seae), José Martins Coelho; o Diretor Executivo de  Tecnologia da Informação e Comunicação (Detic), Marcelo Farias Braga; o vice-prefeito de Porto Velho, Dalton Di Franco; o deputado estadual Edvaldo Soares representando a Assembleia Legislativa; a vereadora Ana Negreiros representando a Câmara municipal, entre outras autoridades políticas, militares e empresários da área das comunicações.

18-07-13-Assinatura-termo-infovia-telebras-decomIIO termo estabelece intercâmbio de conhecimentos técnicos, troca de informações, apoio para a cessão e compartilhamento de espaços físicos, de infraestrutura, de capacidade e de serviços de telecomunicações em forma de contrapartida para implantação do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) do governo Federal, via Telebras, e da Infovia do governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado de Assuntos Estratégicos (Seae) e a Diretoria Executiva de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado (Detic).

 

Para isso, a Telebras disponibilizou conexão e banda de alta velocidade em sua rede de fibra ótica ao governo Estadual que, em contra partida, disponibilizará cerca de 230 quilômetros de anéis óticos municipais para o governo Federal avançar com o PNBL na região Norte.

 

De acordo com o ministro Paulo Bernardo, o Brasil tem hoje cerca de 100 milhões de conexões, entre fixa e móvel, distribuídos em 45% dos municípios, que além da comunicação mais rápida são beneficiados com o incremento dos negócios, pesquisas em áreas prioritárias, como saúde e educação, bem como contribuindo com a modernização da segurança pública e privada, gerando emprego e renda, entre outros benefícios. O ministro destacou que a região Norte, por determinação da presidente Dilma Rousseff, está entre as prioridades para a expansão da banda larga em função das dificuldades infraestruturais.

 

O investimento para todo o País é previsto em R$ 200 milhões, dos quais R$ 67 milhões são para a região Norte e desses R$ 30 milhões são para Rondônia, onde pelo menos 12 municípios ao longo da BR-364 serão atendidos de imediato, entre eles Porto Velho, que já tem 60 quilômetros de fibra ótica instalados, com foco na área que abrange o Palácio Rio Madeira. Na primeira etapa, orçada em R$ 1,7 milhões, além da Capital, serão atendidos Ariquemes, Cacoal, Candeias do Jamari, Espigão do Oeste, Jaru, Ji-Paraná, Pimenta Bueno, Presidente Médici, Rolim de Moura, Theobroma e Vilhena. Até o final do ano pelo menos 65% da população do Estado será atendida. “Trata-se de um investimento pequeno, em comparação aos benefícios que essas comunidades terão”, disse o ministro, adiantando que em edital de licitação, o governo Federal estabelece que as empresas de tecnologia 4G deverão iniciar atendimento à zona rural.

 

OUSADIA E BENEFÍCIOS

 

Para o governador Confúcio Moura, que projetou o Infovia logo no início de sua gestão, com base na experiência quando prefeito de Ariquemes, trata-se de uma proposta ousada, que poucas pessoas dão importância, apesar de ser uma ferramenta necessária, assim como o celular, que poucos valorizaram em seu surgimento e hoje é responsável pelo encurtamento da distância entre as pessoas, com custos reduzidos, além de favorecer a formação de negócios, entre outros. “Assim como a saúde, educação e segurança, a internet é hoje uma das prioridades para a população, pois com essa tecnologia tudo é facilitado, inclusive um diagnóstico médico”, disse o governador, convocando a adesão de todos os prefeitos de Rondônia à proposta antes de serem cobrados pela comunidade, responsável pela evolução dos acessos.

 

Conforme Caio Bonilha, que destacou o empenho do ministro em atender à região Norte, em especial Rondônia, pelo fato de o governo já ter avançado com a instalação de fibras óticas, além de recuperar os 55 km de fibras cedidas pelo governo em Porto Velho, disponibilizando 40 Mbps de capacidade de transporte de dados para atender aos 12 municípios, a Telebras firmou parceria com três provedores da Capital para atender à população. “Essa parceria, além de gerar comunicação mais rápida em banda larga garante a inclusão digital com baixo custo”, afirmou o presidente da empresa, lembrando que o País é integrado hoje por mais de 25 mil quilômetros de fibras óticas. “Integrar é nossa missão”, reforçou.

 

Ao longo do projeto a rede de fibra ótica interligará, em todos os municípios rondonienses, o Executivo, secretarias estaduais e órgãos de apoio direto à execução governamental, entre eles 419 escolas estaduais, 13 Coordenadorias Regionais de Ensino, 187 unidades da Polícia Militar, 71 unidades da Polícia Civil, nove hospitais estaduais, seis Escritórios Regionais da Saúde, 26 unidades da Fhemeron, seis Centros de Saúde e  nove unidades da Agência de Vigilância Sanitária (Agevisa).

 


Leia Mais
Todas as Notícias

Fonte
Secom - Governo de Rondônia

Categorias
Governo, Rondônia, Tecnologia


Compartilhe